Saúde

Óleo de coco aumenta o colesterol?

Todo bom produto que está em evidência, se mostrando efetivo, sempre acaba envolvido em alguma polêmica, né? Com o óleo de coco não seria diferente.

Avatar escrito por Copra Alimentos
Óleo de coco aumenta o colesterol?

São inúmeras as polêmicas em torno dele, mas a que mais repercutiu nos últimos tempos foi a declaração feita pela professora de Harvard, Karin Michels, durante uma palestra que hoje está disponível online. Ela disse que “O óleo de coco é um veneno puro”. E por ter sido uma declaração feita por uma professora de Harvard, a fala ganhou força e estampou várias manchetes mundo afora deixando as pessoas confusas. 

“Até hoje acredita-se que o aumento na ingestão de gordura saturada – considerada erradamente colesterol – provoca a elevação do colesterol sanguíneo e, consequentemente, das doenças cardíacas. Porém, trata-se apenas de uma hipótese, que nunca foi confirmada por nenhum estudo científico”, pontua o Dr. Lair Ribeiro – Médico, Cardiologista e Nutrólogo. 

Mesmo sem nenhum embasamento teórico ou qualquer pesquisa publicada sobre o assunto, o comentário de Karin ganhou força graças ao status de professora de Harvard, ainda que fundamentado única e exclusivamente em sua opinião pessoal. Opinião essa, baseada em antigas teorias sobre as gorduras saturadas. A afirmação dela vem do raciocínio: “o óleo de coco é uma gordura saturada e as gorduras saturadas aumentam o colesterol, que se deposita nas artérias, portanto, o óleo de coco entope as artérias.” 

A gordura saturada encontrada no óleo de coco é diferente da gordura saturada encontrada nos outros óleos (canola, girassol, etc). Enquanto estes outros óleos são ricos em gordura saturada de cadeia longa, a gordura do óleo de coco é de cadeia média. Esse tipo de gordura é rapidamente metabolizada pelo fígado e transformada em energia, não se acumulando no corpo em forma de gordura. 

“Essas gorduras também podem ser convertidas em acetonas. Os corpos cetônicos são importantes fontes de energia alternativa para o cérebro e podem ser benéficas para pessoas em desenvolvimento ou já com comprometimento de memória, como na doença de Mal de Alzheimer”, reitera o Dr. Uronal Zancan – Médico Ortopedista e do Esporte. 

O óleo de coco é extraído do coco, um dos frutos mais nutritivos de que se tem notícia e como qualquer outro alimento, é muito benéfico para a saúde, desde que utilizado de forma adequada. Então, respondendo à pergunta que entitula nosso texto, deixamos a palavra com o Dr. Lair Ribeiro: 

“O óleo de coco é reconhecidamente um potente anti-inflamatório, capaz de reduzir o LDL e aumentar o HDL, sem alterar os níveis de colesterol, na maioria dos estudos onde o perfil lipídico foi avaliado. Esses e outros benefícios são comprovados em artigos e na literatura científica médica, que destacam sua ação na prevenção e no tratamento eficaz de diversas patologias”, conclui. 

Referências bibliográficas: 

“O Poder Medicinal do Coco e do Óleo de Coco Extra Virgem” – Dr. Marcio Bontempo 

https://www.lairribeiro.com.br/wp-content/uploads/2017/05/publicacao_oleo_coco.pdf 

Alimentação Saudável Colesterol Medicina Nutrição Nutrologia Óleo de Coco Saúde

Assine nossa newsletter para receber notícias, receitas e conteúdos exclusivos COPRA.