Nutrição

Alimentação saudável: a base para uma saúde equilibrada

Há um ditado que diz que “você é o que você come”, e ele faz todo o sentido, porque somos mesmo.

escrito por Copra Alimentos
Alimentação saudável: a base para uma saúde equilibrada

O objetivo da alimentação, para além de nos saciar a fome, é oferecer nutrientes suficientes para que nosso corpo desempenhe bem suas funções. Diariamente somos bombardeados com dicas de alimentação saudável, pois além da busca por esse tema ter crescido, as informações sobre o assunto estão sempre se renovando e ganhando melhorias. 

Pensando em ajudar a conscientizar a todos sobre a importância de manter uma dieta balanceada, a Organização Mundial da Saúde (OMS) montou um relatório com algumas dicas. Confira!

Consumir alimentos de grupos variados

Para o nosso organismo, a variedade é muito importante, pois as inúmeras fontes de nutrientes o ajudam a desempenhar melhor todas as funções. Não existe uma quantidade exata numa dieta, pois cada corpo tem uma necessidade específica, variando entre estilo de vida, idade, sexo, etc. Porém, os princípios básicos do que compõem uma dieta saudável são os mesmos: frutas, legumes, nozes, grãos integrais e alimentos de origem animal. 

Reduzir o consumo de sal

O sal é um dos maiores inimigos da pressão arterial, pois quando consumido em grande quantidade, acaba elevando a pressão e causando hipertensão, um dos principais fatores de risco para doenças no coração. A quantidade recomendada pela OMS é de no máximo 5g ou uma colher de chá por dia. A redução do consumo de sal para menos de 5g por dia pode deduzir cerca de 1,7 milhão de mortes a cada ano.

Diminuir o uso de certas gorduras e óleos

Algumas gorduras podem aumentar os riscos de obesidade e problemas cardiovasculares, mas também podem ser benéficas para a saúde, se consumida em pequenas quantidades e da forma correta. As chamadas gorduras insaturadas, encontradas em peixes, nozes, acabate, óleos de soja, girassol, canola e de oliva são infinitamente mais saudáveis do que as gorduras saturadas e trans (que devem ser totalmente evitadas).

Limitar a ingestão de açúcar branco

Para além da saúde dental, o açúcar branco pode favorecer o surgimento da obesidade, já que o açúcar refinado influencia na pressão arterial, aumentando os fatores de risco para doenças cardiovasculares, que podem levar a sérios problemas crônicos de saúde. Tal como o sal, é importante ter ciência que há muitos açúcares “ocultos” em alimentos processados. Uma inocente latinha de refrigerante, por exemplo, pode conter até dez colheres de chá de açúcar. 

Vale lembrar que a boa alimentação deve fazer parte da nossa rotina diária, não só como uma dieta específica, mas como uma auxiliar na manutenção da nossa saúde, como prevenção e na ajuda de um melhor desempenho físico.
Alimentação Alimentação Saudável Nutrição Óleo de Coco Produtos Naturais Saudável Saúde

Assine nossa newsletter para receber notícias, receitas e conteúdos exclusivos COPRA.